DeeDee Trotter: a campeã do atletismo veio ao Band

Em mais do que uma conversa sobre superação, a campeã olímpica de atletismo, DeeDee Trotter, veio ao Band para deixar uma lição: todos podemos ser o melhor de nós mesmos. No ginásio lotado, a atleta dividiu sua história com alunos e professores a partir das palavras que deram o tom certo para a tarde: “I can, I must, I will”.

Carismática, DeeDee se entregou à conversa e, ao contar sobre sua carreira e esforço para retornar às corridas após um problema na perna, proporcionou momentos de inspiração para os que estavam presentes.

deedee_001

A atleta mostrou que é preciso se superar sempre no próprio dia-a-dia e não poupar esforços para alcançar um objetivo. “Ela mostrou que com determinação e acreditando em si mesmo, você pode. Como ela conseguiu chegar lá, soou muito inspirador. Sempre faça o seu melhor, essa mensagem trazida por ela vai de encontro direto com a missão do Band”, explicou o sub-coordenador de Educação Física, Carlos De Simone. “A DeeDee nos mostrou que para alcançarmos nossos objetivos só depende de nós mesmos”, completou a aluna da 3.a série do Ensino Médio, Isabela Marques.

deedee_2

DeeDee interagiu com os alunos e não poupou autógrafos, fotos, abraços e sorrisos aos que dedicaram a tarde para vê-la. Superando as expectativas, a atleta ainda participou de uma partida de basquete e uma corrida de revezamento com o Loband, mascote do Colégio. Além disso, ela ainda passou suas medalhas de ouro e bronze entre o público para que todos tivessem contato o resultado de seu trabalho e esforço.

deedee_1

“Foi uma oportunidade única! Ela conseguiu conquistar a atenção da plateia com a história inspiradora e emocionante de sua jornada, tanto profissional quanto pessoal. O bom humor dela tornou tudo mais interessante e todos saíram da palestra muito motivados”, concluiu Isabela.

deedee_3

Ouro na Olimpíada de Atenas, em 2008 DeeDee sofreu com um problema na perna esquerda e teve que dar o dobro de si para conseguir voltar aos pódios, o que aconteceu nas Olimpíadas de Londres, em 2012, quando conquistou mais um ouro no revezamento e uma medalha de bronze no individual 4x400m.

Confira a galeria de imagens clicando aqui.

Band Basketball Camp: estreitando laços

Durante as férias, os alunos das equipes de Basquete do Band embarcaram para o Rancho Ranieri, em São Lourenço da Serra, rumo ao primeiro Band Basketball Camp. O acampamento organizado pelo Colégio reuniu, em seus cinco dias de duração, 60 alunos do Ensino Fundamental e Médio que se aventuraram na rotina de treinos e, principalmente, muita diversão.

camp1

Dentre as diversas atividades e programações que envolveram o acampamento, a principal não pode ser planejada: a convivência. Para isso, cada equipe dividiu um chalé onde, a partir das habituais tarefas de acampamento, foram estreitados os laços que vão além dos limites das quadras. “A química do time mudou muito. Algumas ganharam mais confiança e, assim, fica muito mais fácil se entender durante o jogo”, comentou Sianna Baron, da 3.a série do Ensino Médio. “Lá pude interagir mais com meu time, eles têm muita empatia comigo e tudo isso ajuda na quadra”, lembrou o aluno Gabriel Lolo, da 1.a série do Ensino Médio.

camp2

Tudo isso foi complementado pelos treinos específicos de basquete e também por atividades como tirolesa, passeio de barco, pebolim humano e uma sessão de filme. “Foi muito bom porque pudemos treinar para o Interband, já que geralmente não temos muito tempo após a volta às aulas para praticar”, explicou Fernanda Abe, da 3.a série do Ensino Médio.

camp3

Os alunos foram acompanhados pelos professores de Educação Física Paulo Godoi e Daiana Silva, pelos técnicos José Roberto Rodrigues, Carol Monteiro e Henrique Zaidan e pelos estagiários Carlos Navarro e Rodrigo Bujato. O acampamento também contou com a presença e experiência do atleta Eduardo Aleo além da participação de seis alunos do Colégio Friburgo.

camp4

Para rechear ainda mais o aprendizado dos alunos, houve um dia em que o acampamento recebeu o tricampeão do NBB, Fábio Oliveira e o armador do Basquete Osasco, Thyago Aleo que aproveitou para presentear o aluno Gabriel Lolo com uma de suas camisetas. “Senti que o meu trabalho junto com a equipe de Basquete está dando resultado e desperta o interesse em outras pessoas pelo esporte na cadeira de rodas”, conta Gabriel.

camp5

“O treinamento é importante, mas o que vale mesmo é a convivência. Se você se preocupa com alguém fora das quadras, você é capaz de fazer qualquer coisa por ela durante o jogo. Como professor, é muito bom conhecer melhor os alunos. Esse dia-a-dia faz toda a diferença”, comentou o professor Paulo Godoi.

Time de basquete visita espaço NBA Finals

Com o objetivo de conhecer o museu da NBA e se aproximar da realidade de jogadores profissionais, o time de basquete mirim do Band, campeão da Jr. NBA League, visitou o espaço NBA Finals. Localizado na avenida Paulista, o local permaneceu aberto apenas durante as finais da NBA, que ocorreu entre o dia 1o  e 11 de junho.

basquete4

Os alunos se divertiram ao visitar, no museu que havia no espaço, uma reprodução do vestiário do time Cleveland Cavaliers, uma bola de basquete autografada por jogadores e uma camiseta do jogador Michael Jordan.

basquete3

Essa oportunidade aproximou os alunos da real experiência que jogadores de basquete profissionais tem na NBA, estimulando os jovens atletas a continuar praticando o esporte.

basquete2

“A vitória ensina aos alunos a valorizar o treino e o que podemos construir a partir de agora” disse o técnico da equipe, Paulo Godoi, que acompanhou os alunos na visita. Além dele, professor de Educação Física, Guilherme Aguiar, e os assistentes Francisco Abrão e Carol Monteiro também estiveram presentes.

basquete5

No início de junho, a equipe mirim de basquete foi campeã da primeira edição da Jr. NBA League. Trinta escolas de São Paulo participaram da competição, cada uma representando um time de basquete americano.

basquete1

O programa “Giro SporTV” do canal SporTV comentou a Jr. NBA League e destacou o Band pela vitória na competição. O comentarista Renatinho falou sobre o campeonato, o time do Colégio e também a importância de competições como a Jr. NBA League para o nascimento de novos atletas brasileiros.

Confira a matéria na íntegra aqui.

Esporte do Band campeão

Em um único fim de semana o Band garantiu vitórias no vôlei, no Torneio Aberto Mack Esporte, e no tênis de mesa, no Circuito Escolar de Tênis de Mesa. Além disso, o time de basquete mirim foi campeão da Jr. NBA League.

volei1

A equipe infantil (15 a 16 anos) masculina de vôlei venceu de forma invicta e se tornou bicampeã do Torneio Aberto Mack Esporte. “Essa foi a primeira vez que alunos recém-chegados ao time participaram de uma competição. Foi muito bom poder ver a evolução deles já que nunca haviam jogado com a equipe”, contou a técnica do time e Professora de Educação Física, Cláudia Cristina Sacardo.

volei3

“Esse é o resultado de treino pesado que, no final, valeu a pena. Mas o importante é se divertir em quadra, assim tudo fica mais fácil”, concluiu o aluno da 2.a série do Ensino Médio, Leonardo Bastos, que ganhou o título de jogador destaque da competição.

Para os alunos que praticam o tênis de mesa, ocorreu a terceira etapa do Circuito Escolar de Tênis de Mesa. A competição realiza seis etapas por ano e envolve escolas da cidade de São Paulo e do ABC. Para essa fase, oito alunos do Band participaram individualmente do torneio em categorias masculinas e femininas (sub13, sub15 e sub18) e garantiram 5 medalhas, sendo três de ouro, uma de prata e uma de bronze.

ping_pong1

“O tênis de mesa é um esporte que, por ser individual, estimula o raciocínio do jogador. Os alunos gostam de participar do circuito, isso os incentiva a continuar praticando”, explicou a Professora de Tênis de Mesa, Emiko. T. Moreira.

2edfe187-8909-43e6-a34e-f602493117e929a20b32-e818-4a5b-9e4a-d6c240a84d69

Vitórias como estas são apenas resultados de todo o trabalho desenvolvido pela equipe de Educação Física que trabalha há 15 anos para estruturar da melhor forma possível o esporte dentro do Colégio. “Queremos que o esporte garanta o desenvolvimento de alunos completos que aprendem a lidar com o erro, amadurecer e se superar” concluiu a Coordenadora de Educação Física e Esporte, Cláudia Regina Franceschet.

5296c109-8980-4377-83af-ce8de94b4164edb1f26b-e394-4970-b9d1-fa1131996e83 (1)

Para saber mais sobre a vitória da equipe de basquete mirim na Jr. NBA League: http://esporte.colband.net.br/2017/06/05/band-e-campeao-da-jr-nba-league/

Band é campeão da Jr. NBA League

Depois de muito esforço, o Band ganhou a primeira edição da Jr. NBA League no Brasil. A competição iniciou-se em abril e convidou equipes de basquete mirim (12 a 14 anos) de 30 escolas de São Paulo. Cada uma representou um time de basquete americano.

nba_jr5

Representando o “New Orleans Pelicans”, o Band passou por todas as fases da Jr. NBA League de forma invicta e um de seus jogadores, o aluno do 9.o ano Rodrigo Gaspar, conquistou o título de MVP (Most Valuable Player) da competição.
nba_jr2

Além disso, a equipe desenvolveu forte união de grupo, o que ajudou a chegar até a final. “Quando você é amigo e consegue ajudar os jogadores fora da quadra, se torna muito mais fácil ajudá-los dentro da quadra”, explicou técnico da equipe e professor de Educação Física, Paulo de Godoi.

nba_jr1

Essa importante vitória reflete todo o trabalho desenvolvido pela equipe de Educação Física e Esporte do Colégio para o desenvolvimento não apenas da atividade esportiva, como também do aluno como ser humano.

nba_jr4

“Os alunos ficaram muito felizes com a vitória já que foi uma experiência totalmente diferente. Mas o que mais valorizamos é o processo desenvolvido por anos de trabalho para que chegássemos até aqui” disse o técnico Paulo.

nba_jr7_1

Confira a galeria de imagens clicando aqui.

Band na reta final da jr. NBA League

No sábado, dia 3 de junho, a equipe mirim de basquete do Band disputará a semifinal e talvez a final da jr. NBA League.

nba_band

Essa é a primeira edição da jr. NBA League no Brasil. O campeonato, que já ocorre em cerca de 20 países, consiste na participação de equipes de basquete mirim (de 12 a 14 anos) de 30 escolas de São Paulo, cada uma representando um time de basquete americano. Na primeira etapa, as escolas competiram por 10 vagas para a segunda fase que, depois, selecionou quatro equipes para a semifinal e final que ocorrerão no dia 3 de junho.

A equipe do Band, que está representando o time “New Orleans Pelicans”, teve 100% de aproveitamento durante a competição. “No dia 3 daremos o nosso melhor. Nós não pressionamos os alunos para que ganhem a competição, sabemos que ter chegado até aqui foi um grande passo. Durante a jr. NBA League, os alunos se uniram muito e aprenderam a pensar no coletivo e motivar o grupo e é isso que importa”,  explicou o técnico do time e professor de Educação Física, Paulo de Godoi.

Esporte Solidário arrecada mais de uma tonelada de alimentos

Com o intuito de ajudar a Associação Desportiva para Deficientes (ADD), o Band realizou mais um Esporte Solidário.

esporte_solidario1

O evento, que acontece há dez anos visando a arrecadação de alimentos para entidades envolvidas com o esporte, teve este ano a maior quantidade de doações em sua história: com mais de uma tonelada de mantimentos.

esporte_solidario4

O Esporte Solidário de 2017 teve a presença do “Magic Hands”, equipe paraolímpica de basquete de alto rendimento da ADD. O time disputou uma partida de exibição para o público que estava no ginásio e, depois, convidou algumas pessoas para, além de jogar com os atletas, ter a experiência de praticar o esporte em uma cadeira de rodas.

esporte_solidario2

“A oportunidade que alguns alunos tiveram de se colocar no lugar do atleta paralímpico foi muito rica pois, além deles sentirem na pele o esforço necessário para jogar basquete numa cadeira de rodas, a experiência também serviu como inspiração de que tudo é possível” contou o Professor de Educação Física, Paulo Alexandre de Godoi.

esporte_solidario3

Confira a galeria de imagens clicando aqui.

Caça-Band apresenta o Colégio aos novos alunos

Nesta terça feira (31/01) aconteceu o tradicional Caça-Band. O evento, organizado pelo Departamento de Educação Física, tem como objetivo integrar os alunos novos de 6o e 7o ano e apresentá-los ao Colégio.

caca_band_2017_2

Para que os estudantes pudessem se familiarizar com o ambiente do Band, as oito equipes deveriam procurar por pistas que foram espalhadas por diversos locais da escola.

caca_band_2017_3

O primeiro time a desvendar todos os mistérios encontrou o tesouro e leu uma mensagem de boas vindas aos outros integrantes do Caça.

Confira as imagens clicando aqui.

Barra Bonita marca o fim do Ensino Fundamental

Alunos do 9.o ano celebraram o encerramento do ciclo do Ensino Fundamental em Barra Bonita (SP).

barra_destaque2

Os professores de Educação Física Carlos Alberto De Simone, Paulo Godoy, Felipe Dutra e Carolina Monteiro, e Ricardo Birrer, do Departamento Cultural, acompanharam os estudantes em quatro dias repletos de festas e diversão.

Veja o que aconteceu em cada um dos dias:

1o Dia:

2o Dia:

3o Dia:

4o Dia: 

Bandeirantes vence a 1.a edição feminina da Copa Bubbaloo Jovem Pan

As equipes masculina e feminina infantis de futsal do Bandeirantes obtiveram excelentes colocações em mais uma edição da Copa Bubbaloo Jovem Pan.

img_1302

Para garantir o quarto lugar na competição, a equipe masculina do Colégio disputou vaga contra outros cento e vinte e um times durante a Copa – um grande feito.

img_1301O primeiro lugar feminino foi o maior destaque. Com certeza, estas brilhantes atletas serão eternizadas como as pioneiras por vencerem aedição feminina.

“Acho que esse título foi muito importante porque nós nos superamos. Já havíamos perdido em outras duas partidas para o Pentágono neste ano, portanto, pelo retrospecto, elas eram favoritas. Além disso, esse título nos dá muito mais confiança para o ano que vem e podemos servir de exemplo para as meninas mais novas, mostramos que conseguimos fazer o feito inédito de conquistar o título do maior torneio intercolegial da América Latina. ”, comentou a jogadora Mariana Kuramochi.

img_1331

“Tanto as equipes, feminina e masculina, estão de parabéns pelas conquistas. A Copa Jovem Pan é um torneio que oferece aos alunos uma experiência diferente de qualquer outra competição entre escolas, pois ela está diretamente conectada com a mídia e, durante as fases finais, as partidas são transmitidas com narração ao vivo”, finalizou o subcoordenador de Educação Física, Carlos Alberto De Simone.